Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ciência e P&D

Estudo avança na criação de pílulas de emagrecimento

Claro que a suposta pílula não fornecerá os mesmos benefícios à saúde obtidos através de exercícios, caso venha a ser de fato criada, mas os pesquisadores do Instituto de Células-Tronco de Harvard conseguiram transformar a gordura branca em gordura marrom, um passo que poderia facilitar a manutenção do peso.

Usando células-tronco humanas, a equipe desenvolveu uma técnica para isolar os compostos necessários para a realização dessa importante tarefa de transformação da cor da gordura, tendo já identificado dois dos tais compostos.

Novas descobertas na criação de células de gordura marrom poderiam facilitar (...)

Novas descobertas na criação de células de gordura marrom poderiam facilitar bastante a vida de quem quer entrar em forma para o verão. © Wallenrock / shutterstock.com

Embora não se tenha certeza de que uma pílula que substituiria a esteira possa ser fabricada e se será segura e efetiva, a pesquisa representa um importante primeiro passo no combate à obesidade.

Sabe-se que células de gordura podem ser convertidas. Por exemplo, um estudo da Universidade de Montreal [1] identificou que um ácido retinoico derivado da vitamina A é capaz de transformar células de gordura marrons em camundongos, mas a equipe de Harvard diz que sua descoberta é mais significativa. “O que nos impressionou de verdade foi o fato de que há alguns compostos que apresentam esse mesmo tipo de efeito quando administrados em animais, mas, quando os removemos, o efeito se vai”, diz Chad Cowan, principal acadêmico do Instituto de Células-Tronco de Harvard, “Porém, o que vimos aqui foi uma conversão estável.

Ainda assim, diz Cowan, não há certeza de quão longos serão os efeitos no metabolismo e no sistema imunológico, embora o pesquisador esteja entusiasmado com o sucesso dos dois compostos em camundongos.

A gordura marrom é considerada a “gordura boa”, pois, diferentemente da gordura branca, é capaz de gerar calor oxidando os ácidos graxos. Para iniciar esse processo, não é necessário nenhum exercício por parte do indivíduo, portanto as gorduras marrons aumentam o metabolismo basal ou de descanso.

Os pesquisadores passaram a acreditar que diferentes proporções de gordura marrom poderiam explicar por que alguns comem mais que outros sem ganhar peso, e sem níveis consideráveis de esforços físicos. Outros estudos [2] indicaram que é possível criar gordura marrom em participantes humanos mantendo-se a temperatura do ambiente em que vivem em 19ºC por, no mínimo, um mês.

O estudo do Instituto de Células-Tronco de Harvard publicado no periódico Nature Cell Biology. [3]

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
Perfumes: 100 anos de Chipres

Alessandra Tucci
Perfumes: 100 anos de Chipres

O Chypre de Coty, de 1917, teve um papel tão original e importante na perfumaria que inaugurou uma nova família olfativa, abriu um novo estilo de perfumes que faz sucesso até hoje. François Coty era um visionário e se inspirava pelos lugares por onde viajava para criar os seus perfumes. A ilha de Chipre foi um desses casos de amor com (...)

+ informações

Seções