Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Kiko Milano comemora 20 anos e inclui o Brasil em sua estratégia de expansão internacional

No ano em que comemora duas décadas de existência, a rede italiana de maquiagens Kiko Milano finalmente desembarcou no Brasil, com a abertura de duas lojas em São Paulo. A marca, que contabiliza 980 pontos de venda em outros 18 países, planeja inaugurar mais cinco endereços na capital paulista até o fim do ano.

Conhecida internacionalmente por democratizar o acesso a produtos de prestígio, a ‘fast fashion’ de maquiagens chega por aqui de olho na concorrência com marcas como Avon, Vult e Quem Disse, Berenice? e traz na bagagem um portfólio de mais de 1.200 itens, fabricados principalmente na Europa. Em entrevista exclusiva para o Brazil Beauty News, a diretora da Kiko Milano no Brasil, Isabel de Almeida, fala sobre os planos e os desafios operacionais da marca para se estabelecer em um país vasto e diverso.

Loja da Kiko Milano

Loja da Kiko Milano

Brazil Beauty News - Qual é o investimento total da Kiko Milano no Brasil e qual é a importância do país no plano estratégico de expansão global da marca?

Isabel de Almeida - Para a abertura das sete lojas em São Paulo neste ano, o investimento será de € 5 milhões. O Brasil está na mira da marca desde sua fundação, quando o CEO Stefano Percassi se encantou pelo país. Durante a nossa expansão mundial, tivemos a oportunidade de entrar em mercados muito interessantes, como EAU, Índia, Qatar, Rússia. Com o peso que tem na América Latina, o mercado brasileiro tem uma importância central no desenvolvimento da marca.

Brazil Beauty News - Quais foram os desafios encontrados, considerando a extensão do território e a legislação?

Isabel de Almeida - O plano da Kiko Milano era desembarcar no Brasil em 2016, mas tivemos alguns contratempos legais durante o processo de importação, o que acabou atrasando a nossa chegada no país. No momento, nosso grande desafio é o desenvolvimento da marca em um território tão vasto, com tantas peculiaridades, que está obrigando a empresa a se reorganizar localmente para atingir os seus objetivos.

Brazil Beauty News - Como a marca pretende abordar a diversidade dos estados brasileiros? As lojas terão planejamentos semelhantes?

Isabel de Almeida - O conceito e imagem global da marca serão muito semelhantes, mas teremos que fazer adaptações ao layout, ao estoque e aos processos de cada estado. Essa é a razão pela qual optamos por São Paulo como ponto de partida, para que possamos nos adaptar ao mercado antes de avançar para as demais regiões do país.

Brazil Beauty News - Quem é o público-alvo da Kiko Milano no Brasil?

Isabel de Almeida - A marca atinge todas faixas etárias, mas percebemos uma procura maior por mulheres entre 15 e 35 anos. No geral, as consumidoras são urbanas, têm uma ligação com a moda e estão de olho nas últimas tendências.

Brazil Beauty News - A operação brasileira terá estratégias de venda e comunicação próprias? Há intenção de lançar um e-commerce?

Isabel de Almeida - Teremos algumas adaptações em relação à estratégia mundial, sem perder o aspecto de marca internacional que somos. Esta diferenciação vai ser mais evidente a médio prazo, a medida em que o país apresentar maior capacidade de individualização. A venda online não será imediata, mas faz parte dos nossos planos futuros.

Brazil Beauty News - Com que diferenciais a marca pretende conquistar o Brasil, considerando a grande competitividade no mercado interno de maquiagem?

Isabel de Almeida - Trouxemos para o público brasileiro a maioria das nossas linhas existentes, incluindo bases com até 35 tonalidades diferentes. Estimamos apresentar sete coleções por ano e lançar novidades mensalmente.

Brazil Beauty News - Poderia destacar algumas tendências internacionais em maquiagem que deverão encontrar boa resposta no Brasil?

Isabel de Almeida - Cores de batons mais escuros, como azul e preto, são tendência em todo o mundo, incluindo o Brasil. A consumidora brasileira é bastante atenta às tendências, faz pesquisas nas lojas e aceita sugestões.

Brazil Beauty News - A Kiko possui uma lista de ingredientes que não são utilizados na formulação dos produtos. Haverá mais insumos vetados no Brasil?

Isabel de Almeida - Todos os produtos da Kiko são submetidos constantemente aos mais rigorosos protocolos de segurança a curto e longo prazo. Além disso, elaboramos uma lista de ingredientes proibidos, que apesar de serem permitidos em alguns países, não são considerados aceitáveis pela marca. Por exemplo, desde 2014, todos os produtos deixaram de conter parabenos.

Brazil Beauty News - Uma das características mais destacadas da Kiko pelas consumidoras são os preços acessíveis. Como chegam a esses valores e de que maneira conseguem garanti-los?

Isabel de Almeida - Algumas linhas de produtos têm valores muito competitivos, mas em geral teremos um posicionamento médio, pois os preços dependem das taxas de importação. Apesar de termos margens mais reduzidas que na Europa, os encargos terão um impacto nos preços dor produtos.

Amanda Veloso

Portfólio

© 2017 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
Perfumes: 100 anos de Chipres

Alessandra Tucci
Perfumes: 100 anos de Chipres

O Chypre de Coty, de 1917, teve um papel tão original e importante na perfumaria que inaugurou uma nova família olfativa, abriu um novo estilo de perfumes que faz sucesso até hoje. François Coty era um visionário e se inspirava pelos lugares por onde viajava para criar os seus perfumes. A ilha de Chipre foi um desses casos de amor com (...)

+ informações

Seções