Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ambiente

A madeira é o futuro do plástico?

Vencedoras do prêmio "Luxe Pack in Green" na categoria Solution Packaging, as embalagens à base de madeira da empresa finlandesa Sulapac foram a sensação da última edição do salão Luxe Pack Monaco. Em pauta há vários anos, a substituição de polímeros derivados de petróleo por polímeros à base de madeira vem aos poucos ganhando terreno.

Apresentando estrutura semelhante à de um polímero, há muitos anos as fibras das árvores têm sido alvo de pesquisas com o objetivo de tornar possível o seu uso para a fabricação de substâncias que possam substituir os polímeros plásticos derivados de petróleo. Contrariamente a outros bioplásticos, os polímeros à base de fibras de madeira têm a vantagem de não competir (ou competir muito pouco) com a produção de alimentos. As primeiras aplicações concretas dessas pesquisas já começam a surgir no mercado.

Tubo reciclável Neopac

A Neopac já tinha apresentado há algum tempo o PICEA Wood Tube, uma bisnaga parcialmente fabricada à base de madeira. Durante a edição 2017 do salão Luxe Pack Monaco, esse fabricante suíço especializado em embalagens flexíveis apresentou uma versão aperfeiçoada do produto: o novo modelo, que recebeu a certificação Ecocert, apresenta teor maior de materiais recicláveis, tanto no corpo como no ombro da bisnaga. Tudo isso sem perder 1 grama de seu charme.

Parece mas não é

Também presente no salão, o fabricante finlandês Metsä Board apresentou uma nova versão de sua Skincare Box, que vem equipada com um suporte que parece de plástico, mas que na verdade é fabricado a partir de um polímero derivado de fibras de madeira e cana-de-açúcar, resultando em uma embalagem 100% reciclável.

Uma nova linha de embalagens inteiramente fabricadas com madeira

Fechando com chave de ouro, a Stora Enso apresentou em seu estande os potes plastic like da Sulapac, start-up finlandesa que se destacou em seu Accelerator Programme. Fabricada com madeira e aglomerantes naturais inteiramente derivados de recursos renováveis das florestas finlandesas, as embalagens criadas pela Sulapac podem ser fabricadas com técnicas clássicas de moldagem por injeção, por extrusão e por sopro, possibilitando designs semelhantes aos que são feitos em embalagens de plástico. Embora as propriedades de barreira sejam diferentes das oferecidas pelos plásticos tradicionais, elas podem ser melhoradas graças a revestimentos apropriados. O material é resistente a água e óleo, e sua baixa pegada de carbono posiciona essa embalagem entre os produtos que mais respeitam o meio ambiente. Para completar, o custo desse material é menor que o dos bioplásticos.

Os embalagens plastic like da Sulapac

Os embalagens plastic like da Sulapac

LuxePack Monaco 2017 – Relatório do salão

Para oferecer a você um panorama das principais inovações apresentadas no Luxe Pack Monaco 2017, o site Premium Beauty News preparou um relatório completo do salão.

Veja os detalhes e faça o seu pedido aqui

V.G.
(Tradução: Maria Marques)

Portfólio

© 2017 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

O novo princípio ativo sensorial da Symrise proporciona uma suave sensação de calor sobre a pele, semelhante à de um raio de sol. Com o nome de Thermolat, ele foi desenvolvido para entrar na composição de cremes, géis e bálsamos e produz efeitos duradouros, com a vantagem de não provocar sensação de ardência ou queimação. "Comparado com o (...)

+ informações
Palavra de especialista
Surpreendendo a geração paradoxal

Lipotec - Lubrizol
Surpreendendo a geração paradoxal

Nós ouvimos sobre a geração Millennial em todos os lugares. Representando mais de um quarto da população global, eles são hoje, a geração mais influente e a mais difícil de compreender devido às suas diversas contradições. Os Millennials vivem suas vidas online, mas amam as interações da vida real. Eles são democráticos e inclusivos, mas pedem (...)

+ informações

Seções